15 de dez de 2011

Ódio-rancor-ira-mágoa&Associados


O ódio, a ira, a raiva, a magoa, o rancor e todos aqueles sentimentos que todos sentem, muitos o regam mais poucos tem a coragem e a sinceridade de dizer que sentem, eu sinto todos esses e mais alguns! Aliás, muitos alguns...Basta ver uma foto, ler um comentário, bater o olho em uma atualização ou encontrar alguém por acaso no meio do caminho de volta pra casa, não tem jeito! Os sentimentos ditos ‘ruins’ estão presentes em nossas vidas e sempre estarão. Eu pelo menos faço questão de todos...




Sinto raiva, revolta, rancor, sinto ira, ódio! Sou raivoso, rancoroso, sim... Estou no meu direito, é questão de assumir ou não assumir sentimentos que existem e são da naturalidade humana... Porque só posso admitir que amo e adoro, sendo que depois de meses provavelmente eu vá sentir raiva e mágoa?!

O ser humano tem uma capacidade brilhante de gerar ódio... É mais fácil odiar do que amar... É simples você invocar com algo que alguém te fez ou detestar a forma como te olharam... Eu me dou melhor com a raiva do que com o desejo por exemplo! Na vida, todos são detestados, o simples fato de você ter um nariz legal, uma bunda maneira, um tanquinho, um olho azul, um dente branco como a parede da sua casa, isso gera raiva, gera implicância, gera sentimentos negativos... Se você não detesta alguém, sinto, você deve ser detestado por isso, e por vários outros motivos!

Eu detesto, eu odeio! Sinto raiva, revolta... Se eu pudesse eu arrumaria vários pistoleiros e mandaria matar varias pessoas! Eu as vezes deito na minha cama e fico bolando planos maquiavélicos e meios de torturar quem mais me irritou e me fez sentir raiva! (: Chocante?! Que nada! Tenho certeza que qualquer um que estiver lendo isso aqui com os olhos arregalados também já fez igual mas dificilmente vá falar sobre isso! Essa hipocrisia não atinge a mim, graças a Deus!

Das pessoas que eu tenho raiva hoje em dia, 80% delas foram ex casos... paqueirinhas, namoricos, blábláblá... Será um recalque meu, de não ter sido alguém ‘hábil’ para me tornar namorado, ou simplesmente raiva pelo ser humano ser tão barato, ingrato, covarde, mentiroso, egocêntrico, burro, ganancioso e tantos outros adjetivos negativos infindáveis ?!
Não sei! É uma duvida a ser respondida pela minha cabeça... Fato é que noto que a maioria das pessoas que passam pela minha vida, aparecem pra me fazer sentir raiva, as pessoas chegam, me adoram, são minhas amigas, falam comigo, trocamos afinidades, passeamos, conversamos por um tempo, daí elas somem, dão a mesma desculpa do trabalho e da correria da faculdade, eu tento reconstruir o relacionamento, mas já sem aquela questão, percebo mais desculpa e desinteresse, canso dessa palhaçada e pronto, RAIVA! Raiva mesmo... De se ver na rua, fazer que não vi.

O que posso fazer se meu temperamento é impaciente e extremamente exigente com relação a reciprocidade de tratamento??  Eu tenho raiva e não preciso deixar de ter! A raiva é um grande termômetro... As pessoas que tem raiva, tem orgulho, se valorizam, noto que o orgulho também é um sentimento dito como negativo, eu acho isso outra babaquice! Eu PRECISO sentir raiva de alguém que se diz meu amigo e nem se quer me dá parabéns no dia do meu aniversario! É um direito... Isso fere os meus sentimentos, eu tenho que protegê-los, é essencial uma ‘ represália ‘.

As vezes eu deito, e penso o quanto aprendi ... Me sinto maduro e pronto pra vida, saio na rua e tropeço, quase caio... Volto pra cama e penso : Quanto será que devo aprender mais?!

O ser humano é cruel! As pessoas são ruins demais, tudo é passível de decepção, a vida é muito remota! Os sentimentos, os passos que damos, as apostas, é tudo muito volúvel, gasoso eu diria.

Quanto mais eu vivo, mais eu sinto prazer em ser individualista, independente... Em ser indiferente as pessoas, em ter reciprocidade até de um OI com a cabeça... Quanto mais eu observo – e eu faço muito isso – mais eu noto que o ser humano foi feito pra ficar sozinho! Nós somos auto-suficientes em tudo, nós nos locomovemos só, pensamos e agimos só, nós nos comunicamos só e somos auto-suficientes até para o sexo! Não que eu leve ao pé da letra a ultima colocação, mas...
Sinto que muitas vezes as pessoas me enxergam um pouco triste... Desiludido, desmotivado, até depressivo... Coitados... Mal sabem que o sorriso no rosto de muitos não passa de fachada para que a realidade não seja exposta e julgada. Sou apenas sincero! Não vivo num mundo de ilusões e fantasias, não tenho grandes irmãos, amigos confidentes, tampouco faço questão! Não sou querido por um batalhão muito menos tenho afeto por centenas de pessoas aleatórias, se por isso me julgam triste, amargo, infeliz, mudem seus conceitos de realismo e transparência, fofos :D



Talvez eu seja medroso demais, ou corajoso de menos! Talvez eu prefira selecionar a dedo quem vai saber da minha vida ou ter o telefone da minha casa... E talvez essa seleção seja mais do que horas e dias de convívio... Talvez eu faça grandes amigos, os chame de irmãos apenas pra fazer graça, mas aguarde... Aguarde atitudes que comprovem o quanto eu posso classificar aquilo como algo especial e verdadeiro... Sou uma multinacional, cheio de estagiários... Dando oportunidade pra muitos, que desistem no meio do estagio, ou se encostam na bolsa só pra ter o que fazer... A maioria eu acabo mandando embora, outros saem como entraram, sem valor, avulsos, alguns acabam tendo o contrato prorrogado apenas pra não me dar o trabalho de recrutar novos, e raros, raríssimos se tornam efetivos! Neste ano de 2011 muitas coisas aconteceram, talvez foi o ano que eu mais conheci pessoas, abri portas, destranquei janelas, atropelei conceitos e dei chances a novos amigos, colegas, conhecidos e coincidentemente  posso dizer que em 2011 superlotei meu espaço de estagiários mas os lugares reservados aos efetivos continuam vagos.
Web Analytics