31 de mai de 2011

Das minhas características

Segue listinha; 





Não como verduras nem legumes, minha cor preferida é laranja, sou observador, faço amizade fácil, gosto de ser chamado de rah, sou consumista, mão aberta e compro as coisas pros outros quando acho que é a cara dela. Adoro política, odeio o PT, não gosto que critiquem o governo de graça, muito menos que metam o pau na policia, sendo que se o seu cu fechar de medo sua primeira atitude vai ser ligar pro 190. Só tenho amizades intensas, não sei ser pouco amigo, gosto de ter liberdade pra arrotar e ligar as 3 da manhã.Sou mandão e o perfil das pessoas que se relacionam comigo num geral é de submissos e pessoas tranqüilas. As coisas sempre resultam da maneira que eu quero, sou mimado, se não fizer oque eu quero, fico de bico. Sou leal, gosto de ajudar e ensinar.Dificilmente nego algo, sou conselheiro mas detesto ser aconselhado, falo pencas mas não tenho a mesma disposição para ouvir, falo tanto que fico com sede, gosto de comer no burguer king, geralmente almoço e janto no shopping. 

Sou viciado em comprar camisetas coloridas, não gosto de calças largas, calço 42, escolho metro e perua para entrar, sei andar na cidade, conheço todas as regiões, já trabalhei em duas empresas até hoje e no governo do estado, estudei de noite, nunca tomei advertência, nunca fui suspenso, nunca recebi bilhete no caderno, detestava dançar quadrilha, meu primeiro computador ganhei em 1995, nunca fiz aula de educação física, brincava de boneca e não gostava do Ken, chorava com o comercial da Doriana, nasci sem sobrancelha e de cesária, tive anemia com 10 anos e precisei tomar soro em pó por 1 ano, nasci com uma alergia rara no sangue, tomei vacina dos 3 aos 7 anos para sarar. Era alérgico a todos os alimentos cítricos, incluindo feijão, massas, doces e tudo que uma criança normal gostava.Moro com a minha mãe, tenho 3 irmãos, não conheço meu pai e não sou traumatizado. Falo palavrão, falo dos outros e sou mó sincero.

Nunca beijei uma mulher, perdi o BV com 12 anos, já namorei sério, já fui pra balada pra beijar muito, já sai da balada sem beijar nenhum, já gamei em meninos de balada, já enrolei pessoas na balada, já passei o numero errado, já liguei para o numero errado, já fiquei bêbado de campari, já vomitei no banheiro da balada, já dormi no metro, já passei do ponto, já tive que pedir emprestado pra pagar a comanda, já cheguei em casa e não sabia como tinha conseguido. Já peguei o ultimo metro, já peguei o primeiro, já fiquei na rua a madrugada toda, não uso o banheiro na casa dos outros, nem de outros lugares que não o meu ( nem pra xixi ), não gosto de beber água da torneira, não gosto de sair sem duas camisetas, não gosto de dormir sem meia, não uso chinelo, não uso carteira, perco dinheiro, por isso só ando com cartão, meu RG é detonado, não gosto de ter horário pra nada, como, bebo, durmo e saio a hora que quero, minha vida não é uma rotina, penso muito no futuro, me planejo com relação a contas, estudos, trabalho, o resto vivo sem muitos procedimentos. Dou segundas e terceiras chances, confio cegamente, desconfio absurdamente, me apaixono com complexidade, desgosto com facilidade, nunca digo que amo, detesto dizer que adoro, admiro muito, acredito muito em Deus, não discuto religião, não gosto do catolicismo, espiritismo e qualquer outra religião que não o cristianismo protestante. Não sou evangélico, mas acredito que seja a religião que mais ‘agrade’ o Senhor. Não acredito em santos, fadas, espíritos, gnomos, anjinhos, bruxinhas e qualquer merda parecida, embora saiba que espíritos se manifestam em corpos e fazem o mal ( macumba :B )

Detesto discutir religião e me mantenho neutro, raramente falo das minhas convicções religiosas, sou gay assumido, ando mais com heteros e mulheres, detesto pessoas no armário, não devo nada a ninguém, beijo e ando de mãos dadas em publico, não me incomodo com anti-gays, não faço questão de casar, não gosto de crianças, jamais adotaria uma, não curto animais, detesto mato, odeio praia e areia, não acamparia nem que me pagassem, sou rabujento, estressadinho, reclamão.

Sou palhaço, faço piada com tudo, conto as coisas e imito as vozes, faço caretas quando to contando algo, consigo contar a piada sem rir, não sei assobiar alto, nunca andei de patins.Me divirto vendo telejornal, gosto de sair sozinho, sou organizado e tenho mania de limpeza, sei cozinhar bem, lavar e passar, meu cabelo é muito preto, acho minha bunda grande demais e meu nariz também, não gostaria de emagrecer muito, não sei nadar e tenho tendinite. Nunca joguei futebol nem qualquer outro esporte, sei jogar xadrez, 21 , ludo, war, banco imobiliário, pife pafe, buraco, truco, paciência e colheita feliz.

Sou bom em língua portuguesa e geografia, gosto de historia, nunca entendi física química e biologia, me atrevo a entender de arte, ouço todos os tipos de musica, desde banda calypso até Pitty, gosto de filmes nacionais, não assisto ficcção nem terror, odeio Harry potter, nunca vi senhor dos anéis e jogos mortais parei no segundo.Assisto o programa Silvio santos, Hebe e o programa do Gugu, detesto pânico na TV e meu humor é ácido. Sou pobre demais pra parecer rico, mas perto da pobreza de muitos sou bastante endinheirado. To escrevendo isso a quase meia hora e mesmo assim tenho certeza que falta muita coisa. Algum dia eu faço a parte dois. Um beijo

Respondam a enquete à esquerda poor favor! (: Os numeros de visualizações estão altos, gostaria de saber se a maioria me conhece ou não! :) Brigudo







25 de mai de 2011

Dos filmes que o rah A DO RA!



Vamos a listagen dos filmes que eu assisti muitas vezes por não ter nada de melhor pra ver e virei fã, enchendo o saco de todas as pessoas proximas a mim a assistirem também!
O resumo é todo meu ta, então, lê ai e qualquer coisa joga no Google ><



·        A Partilha – Nacional – 2001. É sem duvida um dos filmes que sempre que vou a locadora, alugo! Conta a historia de 4 irmãs completamente desunidas e diferentes que precisam se reunir e se entender após a mãe delas que morava só, morrer. O filme é engraçadíssimo, tem um puta elenco, como Andrea Beltrão, Lilia Cabral, Paloma Duarte e Glória Pires. Sem contar o elenco de apoio que deixa o filme mais foda! Durante todo o filme as cenas se misturam entre lembranças da época da infância, discussões bobas, típicas de irmãos e cenas mais tensas, mas bastante engraçadas, como por exemplo de duas irmãs do meio brigando, por causa de um jogo de panelas, e depois, caindo na gargalhada... É um ótimo filme pra se assistir sozinho, com a mãe, os irmãos, certamente, cada um de nós temos um pouco dos problemas e defeitos que estas 4 irmãs tem. Recomendo muuito!! Assistam o trailer ! Não tem como assistir e não ficar com vontade de ver o filme SÉRIO! (:
            
Link :Trailer A Partilha



Billy Elliot – Inglaterra – 2000. É um drama! Muito lindo... Conta a historia de um garoto que vive em uma cidade pobre e pacata no interior da Inglaterra, onde a tradição das lutas de Boxe entre os garotos reina. Mora com seu pai, seu irmão ( que trabalham em uma mineradora ) e a avó, já velha... O filme fica emocionante, quando o garoto faz suas aulas de boxe no ginásio da escola e divide o espaço com as aulas de ballet – das meninas – onde descobre aí, sua paixão pela dança.... Durante todo o filme, o garoto tenta quebrar as barreiras do preconceito até conseguir se tornar um grande bailarino, dançando em um musical, mais para frente, com direito a platéia lotada e seu pai, junto com seu irmão na fileira da frente!! Muito marcante pra mim este filme, porque durante as cenas, muita coisa acontece, muitas atitudes lindas este garoto tem, e geralmente recebe pedradas e coices! Recomendo demais também! Vejam o trailer =) - Em inglês, mas vale a pena! (: -




Irma Vap O Retorno – Nacional – 2006. É uma comédia! Com um elenco de peso! Imagina, Marco Nanini, Ney Latorraca, Marcos Caruso entre outros mestres do cinema nacional! O filme é uma bagunça! Conta a historia de uma peça de teatro, que basicamente não existe mais, porque um dos personagens principais, sofreu um acidente de carro ( ocasionado pela sua própria irmã ) onde ele é o detentor dos direitos autorais da peça. A historia começa, quando a irmã, alcoólatra, decide vender a sua parte sem ele saber, para que jovens atores interpretem uma versão mais moderna da peça.... O filme é barbaro! Ela consegue torturar o irmão, das maneiras mais pitorescas possíveis, já que ele fica preso a uma cadeira de rodas, no quarto do segundo andar... O que o deixa completamente dependente dela! Importante dizer, que ele, o irmão, é Marco Nanini, e ela, a irmã, também é Marco Nanini! O que deixa a historia muito hilaria.  Vejam o trailer e entendam! 



Trair e Coçar é Só Começar – Nacional – 2006. Outra comedia Brasileira de dar gosto! Adriana Esteves, Cássio Gabus Mendes, Ailton Graça, Márcia Cabrita e outro monte de verdadeiros palhaços... O filme conta a historia de uma empregada doméstica super atrapalhada, que compra um livro de uma empregada que virou patroa. Seguindo os conselhos do livro, ela consegue pintar e bordar na casa dos patrões, apaixonada pelo porteiro fanho, que não está nem aí pra ela, Olimpia é cheia do jeitinho brasileiro de se resolver as coisas e como toda boa Brasileira atrapalhada... Consegue colocar os patrões dela em grandes frias que vão desde um caso extra-conjugal ( que nunca aconteceu ) até um fracassado jantar de comemoração de anos de casamento... Outro filme, que vale demais a pena ver e se matar de rir! O trailer é ótimo ! Assistam







 
Divã – Nacional – 2009. Lilia Cabral é Merceces, do filme que virou série na TV, este sem duvida, consegue nos fazer pensar e repensar, será que o que vivemos é realmente bom? Mercedes sempre foi bem casada, bonita, bem resolvida financeiramente, com uma família perfeita... Daí ela decidiu fazer psicanalise, e sentada no Divã de frente para o seu analista, começou a se deparar com uma série de defeitos e detalhes não tão bons assim, que tornam o filme engraçado, já que Mercedes sofre a crise dos 40 mas ... É inexplicável! Até hoje, todos que viram, gostaram demais demais! O nome do filme, diz tudo! Divã... Do começo ao fim, entramos dentro da vida desta personagem e vivemos os seus erros, acertos, suas frustrações e realizações! Trailer abaixo!







É isso! (: Eu espero mesmo, que gostem... Assistam os trailers e repassem! Conhecimento é algo que nunca devemos guardar pra sí... Aí é o meu gosto pessoal... Sim, prefiro valorizar os filmes nacionais e com historias no minimo viaveis. Decidi por colocar aqui os meus 5 favoritos para não ficar tão cansativo! =) Semana que vem, posto mais! Obrigado por lerem, bjbjbj 


24 de mai de 2011

Do rah que quer amar! (: é... ♥





Eu queria mesmo, é namorar



Eu queria mesmo, acordar, dar bom dia! Fazer o café, e voltar pra cama, e dizer:”Ta pronto, vamos!

Eu queria mesmo é abrir as janelas e ouvir:” Ain fecha iiissso vai!”  é eu queria...

Eu queria, trabalhar o dia inteiro e me estressar, pra chegar em casa, não falar nada, dizer boa noite, ver a TV em silencio, ir dormir, e abraçar alguém. Pra descarregar tudo de ruim do meu dia, e saber que pelo menos em casa, tenho paz e felicidade.



Eu queria planejar as férias juntos, e concretizá-las, queria ir a festas, e ter companhia garantida, até para os programas de índio... Eu queria ser e ter, eu queria viver algo bonito, que fosse exemplo, desse gosto de contar....Eu queria viver algo que me fizesse bem, e que trouxesse motivação, pra viver bastante, sorrir bastante e ter uma vida mista, de responsabilidades e de coisas agradaveis... Eu queria que meus planos dessem certos, que as pessoas mentissem menos, exigissem menos e enxergassem mais, notassem o quanto a vida pode ser rápida e passageira a ponto de que podemos morrer amanhã, e nos faça questionar a  quem deixaremos tristes? E a quem faríamos falta de verdade?  Podemos adoecer, e ter um prazo de vida certo, e daí, não teremos tempo suficiente pra construir um amor, e vive-lo, e morreremos sem o tal do amor, amor... Amor amor!  amor este que tantos não sentem, mas dizem, proclamam e empurram com a barriga uma paixão que já acabou... Amor este, que magoa, traz dor e ciúmes, insegurança e muita incerteza de muitas coisas, mas que não deixa de ser uma delicia sentir, é oque dizem né...



Amor, amor? Não sei... escrever sobre o amor, pra mim vai ser sempre muito difícil, muito incerto, até porque, não sei se amei, não sei se as experiências que tive até hoje, não passaram apenas de historias bonitinhas e coincidências da vida, porque acredito, que o amor de verdade, não passa, não acaba, não fica na memória, o verdadeiro amor, não cabe a um texto de lembrança, mas sim de atualidade e de futuro... Não que o amor verdadeiro não adoeça, fique mais cansativo ou menos quente, mas que ele não acabe por circunstancia nenhuma.



Sempre vivi verdadeiras novelas mexicanas, sentimentos relâmpagos, misturado com os duradouros, aquele seu rolo, de 3 anos... que decidiu ver você esta semana toda! E que você confunde, que são 3 anos de rolo e uma semana de intensidade, e acaba juntando tudo, e dizendo que aquele seu sentimento momentâneo dura a 3 anos... E pronto! Amor. Não...



Sou muito bem resolvido e obrigado. Amor pra mim, é algo que preciso conhecer, preciso que me mostrem, e luto por isso... Independente das situações e circunstancias que a vida me impõe, e independente das pessoas que a vida se encarrega em me apresentar e dizer : “Esse aí parece ser um ótimo professor pra você Ramon”  Mas quando vou ver, essa pessoa tem uma bela aliança brilhante na mão ou mora a kilometros de distancia, ela tem defeitos que eu julgo como imperdoáveis, ou simplesmente é boa demais pra você que é puro defeitos.



E  eu não me importo, não quero saber desses obstáculos. Por amor, já me fizeram sofrer, por amor, já me deixaram, e disseram:”Não te amo mais. nunca te amei, estou amando agora, de verdade, tchau...”

E cá estou... inteiro, com braços e pernas! E estou aí... aqui, lá! Esperando e esperando, desejando, passando vontade, imaginando, sonhando... Besta né? Fazer o que, sou corpo alma e coração, espoleta, briguento, amigo, sincero! Conselheiro... agitado, bagunceiro, mas também um amante, dos sentimentos mútuos e sentimentos fortes, que afloram a pele, e fazem sua boca soltar palavras, que talvez não seriam adequadas as circunstancias... mas é incontrolável e eu adoro!



Vamos lá! Vamos ao amor...



=)

17 de mai de 2011

Dos meus sonhos, e das minhas realizações!




Eu nasci pobre, nasci sem ter o que comer e dormi no carrinho durante meses... Estudei em escola publica, meu sonho era ir de perua à escola... Comia merenda e repetia, comprava 50 centavos de bala e era raro. Fui pro colegial e daí comecei a entender muita coisa, tracei muitos planos, aprontei demais... Fui destaque, fui pra diretoria, fui pro fundão... Fui da primeira carteira. Já no colégio, com uma vida 200% diferente... Materiais de primeira, uniforme completo, tenis novo... A fila da merenda já não era tão necessaria e foi substituida pela da cantina. Depois da escola, tinha aquela ida basica ao shopping pra comer no MC e fofocar, naquela época já  tomava decisões, mandava em mim, ia se queria, faltava quando quisera. Já no colégio tive a oportunidade de ter o comando das minhas decisões e decidi... Decidi aprender a escrever e a falar bem, decidi aprender a lidar com as pessoas ruins, porque lidar com as boas, é fácil... Aprendi a identificar as ovelhas negras, e a tratá-las com seu devido respeito, aprendi a entrar na favela e sair quietinho, do jeito que entrei... Aprendi a ver mas não enxergar tão bem... a ouvir, mas esquecer, rapidinho... E me decidi, decidi que a minha vida não seria fácil, que os meus objetivos seriam difíceis, que as pessoas que eu escolhera, seriam complicadas, e que eu seria alguém diferente e por isso, pagaria o preço

Daí eu decidi sonhar, decidi sonhar em ter um amor, pra te-lo, ou te-los, no plural, decidi em namorar e namorei, decidi em terminar, terminei... Decidi em me apegar e me apeguei, decidi em estipular metas, em infincar sonhos, e eis-me aqui... Sonhos estes, tão complexos quanto eu, sonhos estes, tão fora de moda e fora de contexto, para alguém de 18 anos, sonhos de gente grande.

Quais são? Os mais quadrados possíveis... Ter alguém, ser de alguém, amar alguém, ser amado por alguém, ter alguém pra ligar e reclamar, ser de alguém pra atender e ouvir, ter alguém pra ir à uma festa chata, ser de alguém pra acompanhar num passeio de índio... Ter contas, trabalhar pra paga-las... Ter bens e batalhar pra mante-los. Planejar férias, ir à agencias de turismo, fazer um pé de meia... Comprar eletrodomésticos de ultima geração... Com alguém...

Fico pensando, amadurecendo minhas idéias e me questionando se realmente elas não passam de uma carência afetiva grave... Bem grave... mas não! Infelizmente.

Porque ao entrar em uma grande empresa, trabalhar um dia inteiro, folgar, receber bem, ter benefícios, não me deixam dispersar do meu objetivo principal... ir a bares, baladas, sair com pessoas bonitas, ditas ‘cobiçadas’ não me fazem crer que é uma grande bobagem ficar preso à um só.  Ao contrario, só me fazem pensar o quanto eu preciso 'evoluir' pra obter o meu sucesso naquilo em que acredito ser essencial.

Hoje eu to pensativo...

:*

Os meus 19 anos



Ramon Martins... 18 anos! E meio
E que 18 anos hein?!
Na verdade, daqui pouco mais de um mês faço 19! E que 19 ...
 Hoje, loguei no orkut... como sempre, fui logar no Gmail, e como já estava no Orkut, acabou entrando para minha caixa de mensagens do Orkut... Cheio daqueles ignorados e-mails “ Fulano mandou um recado para você”

Do nada, comecei a fuçar, e a ler, todos os meus antigos recados e depoimentos. E revivi muitas historias...Sentimentos bons recordei, mas não os encontrei no mesmo lugar, onde hoje mora a raiva e a decepção... Pessoas que entraram e saíram como um relâmpago. Entraram de maneira linda, ocuparam seus espaços e mantiveram algo concreto, mas saíram porcamente, deixando rastros e muita negatividade

Assim sempre foi a minha vida, sempre acreditei em tudo e em todos, dei oportunidades e chances a quem já tinha provado que não era digna de confiança, amei, desamei e reamei, se é que isso é possível, gostei e desgostei, pra voltar a gostar denovo... e desgostar enfim. Liguei, liguei e liguei, pra depois, não ter mais nem o numero anotado para uma emergência...

Escrevi, declarei, afirmei, pra agora, não conseguir nem ler algo que me lembre... Sái, ri, chorei, gritei e reclamei... Pra agora, andar sozinho

Acho que vim ao mundo para ensinar. Vim ao mundo para aconselhar, como um guia de parques de diversão que mostra o caminho e depois, fica na gaveta guardado... Quando não, vai pro lixo. Vim ao mundo para fazer bem, cuidar, zelar, tratar bem e dizer : “Vem cá que eu te ajudo”. Para depois voltar pra casa só e assim passar o resto do dia. Vim ao mundo para ser gentil, tratar com educação até quem me trata com brutalidade, vim ao mundo para nunca chutar cachorro morto, mas sim, o transforma-lo em um belo cão, mesmo que antes ele tenha me mordido... Vim ao mundo para acreditar, que o impossível, só é possível quando queremos, e queremos no plural, porque nada acontece sozinho. Vim ao mundo para descobrir isso, sozinho, nada acontece. Que precisamos das pessoas para tudo, para nos ensinar, nos decepcionar, nos fazer sentir bem, e nos sentir mau. Precisamos das pessoas até para nos sentirmos sós, abandonados, desvalorizados. Porque o ser humano é craque em nos mostrar o quanto a nossa vida está uma bosta e que precisamos mudar.

Hoje, comparo minha vida, com os anos anteriores... Busco entender, o que houve... O porque de tanta rotatividade e de tantas pessoas ausentes e presentes... O porque de tantos sentimentos em vão e de tantas amizades que se foram. As respostas eu não encontro em mim, mas sim, neles... As respostas estão nas fotos com os bests e nos perfis modificados... Estão nos roles e nas melhores noites... Estão em tudo aquilo em que eu também sei fazer, mas abri mão, simplesmente porque dei mais ênfase em ser o ombro amigo, e não a mão que segurava o copo enquanto você vai ao banheiro....

Jamais me sinto desvalorizado ou desmerecido, com tantas perdas, consigo contabilizar meus ganhos, meus feitos e minhas conquistas... Com tantas decepções e enganos, consigo enxergar que há algo de muito melhor a minha espera... Plantar e colher sempre foi e sempre será o lema da minha vida, honestidade, transparência, lealdade... Ter bom senso, para saber diferenciar amizade de coleguismo, consideração, de algum ato bondoso... Minha conta, é positiva, disso, não tenho duvidas...

Com 19 anos, quase completos, me sinto adulto, maduro e responsável. Me sinto capaz, do que, nem eu sei... mas capaz. Capaz de diferenciar tipos de gêneros, faces de rostos, tomates de caquis, capaz de saber o que é certo e o que é correto, o que é preciso e o que é realmente necessário. Capaz pra entender, o que é desejável do que é essencial. Hoje sinto que o amanhã será diferente, que o amanha será mais fácil. E tem sido... Sinto que as pessoas continuarão pequenas e eu continuarei em algumas situações, inalcançável.

Com 19 anos, consigo me orgulhar. Me orgulhar dos meus erros mais ridículos que foram todos remoldados e transformados em passado. Consigo me orgulhar dos conselhos que dei e dos casais que formei, das conversas que tive e das broncas que levei... Dos gastos com as contas de telefone que tive, mas dos resultados e do bem que ajudei a fazer.

Com 19 anos estou pronto, para os 20, e para os 30... Estou pronto pra botar a cabeça pra fora da janela e dizer : ”  Eai mundão... Qual é a boa de hoje? Manda.... “  E esperar sabe lá o que Deus tem pra mim...

Com 19 anos eu sofro, eu  sinto saudade, eu me pergunto o porque de muita coisa’. Mas sei, que é a hora apropriada, porque ao chegar os 20 e os 30, eu deixarei de perguntar para responder o porque de tanta felicidade e de tantas realizações...

É isso... Enquanto isso, fico sentado, com meus balões coloridos distribuindo-os pela cidade e ficando apenas com aquilo que ninguem quer, que ninguem gosta... 
(:
Web Analytics