11 de mar de 2012

Eu gosto, eu quero




Eu gosto de gente existente, de pessoas únicas, gosto de gente que briga, que não gosta, de gente que se opõe, eu gosto de gente que fala e que faz, de gente que não precisa de um sorriso ou de um elogio para se manter de pé, eu gosto de quem é sozinho e de quem consegue construir um castelo com as pedras que o atacam...




Eu gosto de gente cabeça, de gente esperta, gosto de gente rica, rica de vida, rica de vontade, eu gosto de gente que come e arrota, de gente que bebe e cái, gosto de gente que fuma e traga, de gente que mata a cobra mostra o pau e guarda no bolso pra próxima minhoca que aparecer pela frente, eu gosto de verdade!

Eu faço questão de coerência, exijo verdade, preciso de maturidade e dispenso qualquer tipo de dependência... Meus olhos se encantam ao se deparar com opinião, mas com opinião e coerência, eu sou do canto da fofoca, faço parte dos do contra, sou do fundão, o de cara fechada, sou aquele que tudo vê, muito pensa, pouco se fala mas ao abrir a boca dispara um turbilhão de verdades, eu sou daqueles que não entra no grupo mas sim o que monta um

Eu quero é mais que se danem, e quero menos é que lembrem do meu ser, eu quero viver, aprender, errar, quero rir de mim mesmo, e apontar meus próprios defeitos, eu quero ser dependente da vida, das escolhas e das decisões, eu quero ser forte e firme para não precisar me apoiar em nada, eu quero continuar a sair de casa quando quero e voltar quando tenho vontade, eu quero continuar a ser alvo de fofocas, intrigas e rivalidades simplesmente por ser eu, eu quero continuar a ganhar apelidos e estereótipos turrões, quero sempre ser referencia em sinceridade e manter isso, mas mais do que ser tachado como alguém sincero e rude, que não faz questão de meio mundo eu quero ser um, porque nos dias atuais, passarinho come o alpiste e o periquito leva a fama.

Muita gente pode falar muita coisa, achar muita coisa e inventar tantas outras, as pessoas podem se iludir com algumas meio verdades e se ancorar em um momento passageiro;  triste é saber que tudo na vida passa e que amanhã tudo pode estar diferente e daí é que você vai ser obrigado a levantar deste brigadeiro gigante onde você se ancorou e ir a vida, acordar já meio tarde e perceber que esta não te dá direito a trilha sonora, photoshop e tempo pra fotografar.
É isso! Meio obscuro e reticente mas me veio essa linha de raciocínio bem agora!

Obrigado pra quem leu e bjsdorah (=
Web Analytics