28 de jun de 2012

Eu erro também




Eu não me toco e perco a linha... Eu erro também, eu falo demais, e as vezes de menos, eu apelo pra caramba e jogo baixo, eu erro!

Eu não cumpro com o que eu falo e eu corro atrás, eu dou risada querendo xingar, eu finjo que nem lí aquilo que eu fiquei pensando o dia inteiro, eu caio em contradição, eu vacilo! ...



Eu não me respeito e me permito errar, eu não me enxergo e me enfio em situações que não são pra mim, eu não me limito quando deveria e me limito quando mais deveria ser ilimitado, eu erro pra caramba.

Eu falo palavrão e entro em assuntos pensando em outros, eu jogo verde, faço joguinho, eu falo brincando mas quero briga, eu dou indireta mas sou loco pra jogar na cara, eu me faço de morto pra comer o cu do coveiro! 

Eu não sei até quando vou continuar a errar, na verdade, bem sei que errarei o resto da minha vida porque sem os erros não acontecem os acertos, sei também que todos os meus erros juntos me trouxeram até aqui, sei que alguns deles são involuntários e tantos outros quase que planejados como um assalto à banco.

Me peguei pensando o quão complexo sou e como posso planejar meus próprios erros, e hoje pela manhã, vivendo um deles pude abrir um largo sorriso e sentir o prazer e a vantagem de ser um grande errante e planejador dos seus erros: a de findá los com o mesmo afinco de inicia-los.  

Web Analytics